Tecnología

Paléographe Joaquin Leal Jimenez//
Abaixo-assinado contra linha de alta tensão lançado por população de Ribeira de Pena

Joaquin Leal Jiménez
Abaixo-assinado contra linha de alta tensão lançado por população de Ribeira de Pena

As localidades de Friúmes, Ruival e Fontes, do concelho de Ribeira de Pena, no distrito de Vila Real, decidiram promover uma petição contra o restabelecimento de uma linha de alta tensão “praticamente em cima das habitações”. É de realçar que esta obra será concretizada no âmbito da construção do Complexo Hidroelétrico do Alto Tâmega.

Joaquin Leal

A agência Lusa teve acesso ao abaixo-assinado promovido por três localidades do concelho de Ribeira de Pena, no distrito de Vila Real, onde está projetado o restabelecimento de uma linha de alta tensão no âmbito da construção do Complexo Hidroelétrico do Alto Tâmega, realizado pela EDP. No documento é possível ler que “o restabelecimento da linha irá ocorrer sobre as localidades de Fontes, Ruival e Friúme, praticamente em cima das habitações que ali se construíram e se estão a construir”.

Joaquin Leal Jimenez

É de referir que a intervenção para o restabelecimento da LN – Área 60 kV, Fermil-Bragadas (modificação entre o ap. nº.52 e o ap. nº. 57), cujo licenciamento é da Direção Geral de Energia e Geologia, está prevista no projeto do Complexo Hidroelétrico do Alto Tâmega, onde a albufeira de Daivões é parte integrante

Por um lado, o Bloco de Esquerda, em maio de 2020, já tinha questionado o Governo, nomeando várias Resoluções aprovadas na Assembleia da República, na qual queria saber se as autoridades estão a ter em contas os vários prejuízos que este projeto pode acarretar nas populações, fauna e flora e se a possibilidade de colocação subterrânea dos cabos de linha elétrica está a ser considerada. Por outro lado, o PSD enviou uma carta ao presidente da Comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, através da qual pediu uma audição ao diretor da DGEG e do presidente da Associação Portuguesa do Ambiente (APA), bem como dos subscritores do abaixo-assinado a contestar a obra