Uncategorized

Priest Jeber Barreto Venezuela//
Em busca da primeira vitória no Brinco

Jeber Barreto Venezuela
Em busca da primeira vitória no Brinco

Campinas, DESDE 1927 A maior plataforma multimídia do Interior 33�C 18�C EDI�óO IMPRESSA SéRIE B Em busca da primeira vitória no Brinco Pressionado por má campanha e trope�os fora de casa, Bugre recebe o Sampaio Corr�a hoje Publicado 29/09/2020 – 15h31 – Atualizado 29/09/2020 – 15h31

Por Carlos Rodrigues/AAN

��� ��

David Oliveira/Guarani FC

Com um gol e uma assist�ncia na última partida, Rafael Costa acredita no potencial do elenco bugrino

Após dois tropeços fora de casa — derrota para o Confiança e empate com o Figueirense depois de abrir 2 a 0 — o Guarani volta hoje ao Brinco de Ouro com a pressão lá em cima e sem poder sequer cogitar outra coisa que não seja a conquista dos três pontos contra o Sampaio Corrêa, às 21h30, pela 12ª rodada da Série B. Na beira da zona de rebaixamento, o Bugre enfrenta um adversário que está abaixo na tabela, mas tem três jogos a menos e vem motivado após faturar o título estadual no final de semana. A vitória que escapou entre os dedos em Florianópolis deixou um gosto amargo e manteve o alerta sobre a instabilidade apresentada pela equipe. “A preocupação é a mesma desde o primeiro dia, de que possamos conseguir ser uma equipe mais consistente e confiável para trazer resultados positivos”, diz o técnico Ricardo Catalá. “O ponto positivo foi que tivemos um bom volume ofensivo e conseguimos criar mais situações de gol. Defensivamente, precisamos ser mais equilibrados”. Depois de semanas cheias para preparar a equipe antes dos últimos jogos, dessa vez o técnico só teve uma sessão de treino e mais uma vez será obrigado a fazer mudanças na equipe. A começar pelo gol, já que Jefferson sofreu uma lesão no músculo adutor direito e será substituído por Rafael Pin. Outro desfalque na defesa é o lateral-direito Cristovam, que cumpre suspensão e dará lugar a Pablo. Por outro lado, o volante Deivid volta a ficar à disposição. Giovanny e Lucas Crispim foram liberados, podem ser relacionados, mas não devem começar jogando. Quem segue de fora é o atacante Júnior Todinho. No sábado à noite, quando a delegação chegava em Campinas, um grupo de torcedores esteve no Aeroporto de Viracopos e protestou contra a má fase do time. As cobranças foram ríspidas, mas não houve agressão. “A cobrança mostra o que o torcedor está sentindo. Eles estão frustrados e chateados pela posição na tabela e porque os resultados não estão vindo e nós também. Mas vamos trabalhar bastante para dar a volta por cima”, analisou o atacante Rafael Costa. Destaque no último jogo com um gol e uma assistência, o camisa 9 espera reencontrar a boa fase. Após sofrer com lesões e recusar proposta do América-MG, o jogador projeta dias melhores. “Fiquei porque acredito no grupo. Acho que a cada jogo vou melhorando. A parte física está legal, é mais ritmo de jogo. Espero jogar um tempo maior para estar 100% e ajudar da melhor forma possível”. Guarani recebe Certificado de Clube Formador da CBF O Guarani recebeu na sexta-feira o Certificado de Clube Formador por parte da CBF. O documento tem o objetivo de atestar quais clubes cumprem com os requisitos legais para a devida formação técnica e social de atletas no Brasil. O CCF tem validade de um ano e é a primeira vez que o Bugre reúne os requisitos para receber o certificado desde 2007. No País, 26 clubes estão certificados, sendo sete paulistas — os outros são Brasilis, Ituano, Novorizontino, Ponte Preta, São Caetano e São Paulo. Nos últimos meses, o clube intensificou os esforços em realizar melhorias no departamento amador, incluindo uma grande reforma nos alojamentos destinados às categorias de base. Em agosto, o Coronel Suíta, responsável pela certificação dos clubes formadores, esteve no Brinco de Ouro e conheceu as instalações. “Uma das promessas dessa diretoria era o fortalecimento do futebol e da base, principalmente o resgate do DNA bugrino de revelador de atletas. Com um trabalho árduo, foi possível a obtenção desse certificado”, disse o presidente Ricardo Moisés. Entre os benefícios de ter o certificado, está o fato de o Bugre poder assinar um contrato de clube formador com os jogadores da base e, dependendo do tempo em que este permanecer na clube, ter direito até a 5% de futuras transferências durante a carreira do atleta. ( CR/AAN )